Pelo poder do Espírito!

Leonardo Félix

 

 

        O que você tem em mente quando pensa em poder? Em outro tempo, quando eu não possuía um entendimento mais claro do evangelho, acreditava que poder era igual ao que via nos super-heróis da TV. Capacidade para transpassar obstáculos, corpo de aço, olhos biônicos etc. Esse era o poder definido pela minha infantilidade.
A nossa Bíblia nos fala de um poder dado pelo Espírito Santo àqueles que são tomados por ele. Em Atos 1:8, Lucas relata as palavras de Jesus aos seus discípulos, dizendo: “Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra” (NVI).
A ideia cristã de poder flui das Escrituras, que são a revelação de Deus. Quem contempla o que ela ensina sobre essa capacitação, logo percebe que um cristão poderoso não tem relação com os personagens em quadrinhos. Contudo, parece ter uma turma que insiste num poder que possa fazê-los super-homens, ou supermulheres. Acreditam que se tornarão, quem sabe, imortais, e assim, superiores aos demais humanos.

 

A ação poderosa do Espírito produz humildade para se viver uma relação de autonegação com o próximo. Os maiores no reino, e mais poderosos, são aqueles que consideram a vida do outro superior a sua.

Voltando ao texto de Atos 1:8. Nessa passagem percebemos que o poder prometido aos discípulos no dia da festa de Pentecoste os capacitariam, em primeiro lugar, a TESTEMUNHAR. O que isso significa?

O poder do Espírito Santo em suas vidas os faria lembrar o que Jesus havia ensinado. O que se aprende de Jesus é maximizado pelo poder do Espírito. Quando mergulhamos nas Escrituras e buscamos a vontade do nosso Senhor, o Espírito nos leva a aplicar o que aprendemos dele.

Se você deseja ser poderoso busque em primeiro lugar a vontade de Jesus, em seguida, obedeça. Você experimentará o que é realmente poder.

O texto de Atos, também nos ensina que o poder nos leva a uma VIDA EXPANSIVA. O testemunho do que Jesus havia ensinado deveria ser levado ao mundo. A vida sem poder não consegue evangelizar os de perto. É pela poder do Espírito que nos tornamos testemunhas de Cristo em todos os lugares.

Jesus desejava que os seus discípulos fossem até os confins da terra – até onde houvesse pessoas que precisassem conhecer o amor de Deus em seu Filho. Isso só iria acontecer se eles fossem poderosos o bastante para comunicarem com ousadia aquilo que haviam visto e aprendido do Mestre.

Se nossas vidas não expandem a mensagem de Cristo, com certeza precisamos do poder do Espírito. Expandir a mensagem dele é fazê-lo Senhor de tudo o que temos e somos. Nossos pensamentos se tornam os pensamentos de Jesus; todas nossas atividades são feitas em adoração a Deus. Paulo disse: “quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus” (1 Co 11:31 – NVI).

É nas ações rotineiras que se prova a quem servimos. Comer e beber são exemplos de coisas que fazemos rotineiramente. Entretanto, nem sempre temos consciência de que até nesses atos simples nossa adoração está sendo testada.

O evangelho se expandirá, quando o poder do Espírito nos encher de consciência de que na escola, no trabalho, no grupo de amigos, no namoro, em tudo o que fazemos o senhorio de Jesus deve ser reconhecido.

 

Fonte: Crítica Sagrada